banner banner banner banner banner banner
Bg
Geleia real: o superalimento da abelha rainha
Geleia real: o superalimento da abelha rainha

Produzida pelas abelhas operárias Apis mellifera, a geleia real é um alimento rico em nutrientes, como proteínas, aminoácidos livres, carboidratos, vitaminas, ácidos graxos e minerais. As abelhas secretam a geleia real para alimentar suas larvas jovens (de um a três dias de idade) e a abelha rainha, a qual se alimenta exclusivamente de geleia real. E é justamente a geleia real a responsável pelas diferenças morfológicas e funcionais entre a abelha rainha e as operárias.

As operárias são fêmeas inférteis e vivem até 48 dias, enquanto que a abelha rainha é uma fêmea desenvolvida, que põe até três mil ovos por dia e vive de três a cinco anos. Portanto, a geleia real tem sido utilizada como um suplemento alimentar, como um produto antienvelhecimento e no combate à infertilidade.

Diversos pesquisadores mostraram que a geleia real apresenta várias propriedades farmacológicas. Ela tem atividade antimicrobiana, pois é capaz de matar bactérias e fungos que causam doenças. Outra atividade biológica é a anti-hipertensiva, já que ela diminui a pressão arterial. A geleia real também melhora a saúde mental, a produção de hemácias (células vermelhas do sangue) e o controle da glicemia, o que favorece os indivíduos que sofrem de diabetes mellitus tipo 2. Esses são apenas alguns exemplos das propriedades da geleia real, comprovadas cientificamente.

Devido aos seus benefícios, há mais de 30 anos a geleia real vem sendo comercializada em diversos países. Ela também é utilizada pela indústria alimentícia, farmacêutica e de cosméticos. Portanto, no mercado há diversos produtos que têm geleia real em sua composição. Isso inclui alimentos, como méis e sucos, além de cosméticos, como produtos utilizados no tratamento capilar, bem como hidratantes para o rosto e corpo.

A geleia real pura pode ser encontrada no mercado na forma in natura ou liofilizada. Essa última é normalmente vendida em cápsulas. In natura, ela contém cerca de 66% de água, o que a torna perecível. Desse modo, ela precisa ser mantida refrigerada. Por outro lado, o processo de liofilização remove a água da geleia real por meio da sublimação da água. Isso permite seu armazenamento à temperatura ambiente. Além disso, a forma liofilizada apresenta as mesmas propriedades biológicas da forma in natura. Todas essas vantagens da geleia real liofilizada colaboram para o consumo prático de um superalimento contido em cápsulas.

 

"Muitas pessoas preferem o consumo da geleia real em cápsulas, pois a fresca requer refrigeração para se manter estável. Desse modo, nosso grupo de pesquisa avaliou as características químicas e biológicas da geleia in natura e após o processo de liofilização, demonstrando que a qualidade dos constituintes naturalmente encontrados nela foi mantida e a atividade antimicrobiana também", Andresa A. Berretta, pesquisadora responsável Apis Flora Indl. Coml. Ltda.

 Link com a pesquisa completa: http://brazilletsbee.com.br/Piacezzi-et-al-2015.pdf

 

Dra. Andresa Piacezzi Nascimento Rodrigues - Biomédica - Coordenadora de Laboratório Microbiológico na Apis Flora 

 

 

Voltar
Bg
Interna

ABEMEL

Associação Brasileira dos Exportadores de Mel

Endereço
Avenida 58-A, nº600, Jardim América
CEP: 13506-054, Rio Claro - SP - Brasil

Telefone / Fax: +55-19-3532-4703

E-mails:
abemel@abemel.com.br
secretaria@abemel.com.br

Cadastre-se para receber nossas novidades

Parceiros

#
BrazilLetsBee.com.br 2015 - Todos os Direitos Reservados.
Criação de Sites Postali